Objetivo

Assegurar aos beneficiários do STF-Med assistência médica e hospitalar pela modalidade de livre escolha mediante reembolso de despesas médicas de natureza clínica como consulta médica, psicoterapia, fonoaudiologia, fisioterapia, bem como reembolso de despesas com procedimentos como cirurgias, internações, exames e sessões de tratamento realizados fora da rede credenciada.

O beneficiário precisa ficar atento, pois para garantir o direito é necessário que o procedimento conste nas tabelas de cobertura do STF-Med.

Beneficiários

Titulares, dependentes econômicos e agregados.

Percentuais de Reembolsos

Tipos de Atendimento
80% Consultas, exames, cirurgias sem internação e sessões de tratamento
90% Internações

(Base de cálculo: Resolução nº 488 art. 35 (PDF).

Observação: O deferimento do reembolso está condicionado à exatidão das informações prestadas nos documentos apresentados pelo beneficiário, podendo a Seção de Reembolsos, com o auxílio da auditoria técnica do STF-Med, a   qualquer tempo, solicitar outros documentos comprobatórios que repute necessários.

Documentos Necessários para habilitar-se ao Reembolso

É importante a entrega da documentação correta para que o pedido de reembolso seja analisado pela auditoria médica. Acesse o link abaixo e saiba quais documentos são solicitados para análise do Reembolso Médico.

Documentos para Reembolso conforme Resolução nº 488 § 3º, art. 35

Formulários

Prazos

O beneficiário deverá apresentar os recibos ou notas fiscais em até trinta dias a contar da data de emissão dos respectivos documentos.

O requerimento de reembolso deverá ser entregue pelo beneficiário titular até o dia vinte do mês vigente, para inclusão na folha de pagamento do mês subsequente.

Recursos de Indeferimento

Em caso de indeferimento, o beneficiário poderá recorrer, usando o formulário Recurso de Indeferimento (PDF), em até trinta dias a contar da data de liberação do Extrato de Reembolso.

Essas informações constam dos atos abaixo:

Regulamento Geral do STF-Med 

Ato Deliberativo nº 48, de 19 de junho de 2012